Buscar

Conheça ao detalhe o KAMIQ- a começar pelo nome e a terminar no motor!

A palavra KAMIQ tem origem no dialeto do povo esquimó Inuit e descreve algo que se encaixa na perfeição como uma segunda pele em todas as situações. A designação deste pequeno SUV enquadra-se na nomenclatura que liga todos os modelos desta gama- os nomes de todos os modelos atuais ŠKODA SUV começam com K e terminam com Q.



Apesar da ligação da ŠKODA com a língua esquimó, este modelo tem raízes alemãs uma vez que tem por base a genuinamente alemã matriz MQB-A0 do grupo Volkswagen, já utilizada em propostas como o Volkswagen T-Cross e cuja a competência não se questiona!


Os traços Checos também lá estão, a começar pelas dimensões conseguindo mesmo, com os seus 2,651 metros, a melhor distância entre eixos do segmento!

No exterior destaca-se a opção pela iluminação dianteira bi-partida, com as luzes diurnas em LED pela primeira vez acima das óticas, na continuação da alongada grelha frontal, as jantes em liga leve cujas dimensões variam entre as 16″ e as 18″, piscas dinâmicos a “correr” de dentro para fora e barras de tejadilho.



O KAMIQ também não desilude no que toca aos detalhes Simply Clever, como é o caso das proteções recolhíveis que protegem os rebordos das portas, do portão da bagageira com sistema de abertura/fecho elétrico, ou da bola de reboque também de acionamento elétrico — nem tudo tem presença garantida no equipamento de série.



Em relação ao equipamento estão disponíveis as versões Ambition e Style. Com o Style, o ambiente está totalmente à altura daquilo que são, tradicionalmente, os produtos ŠKODA.

Bem construído e com materiais agradáveis, com bastante espaço e também com um design, equipamento e funcionalidade, capaz de fazer inveja a muitos rivais.

O KAMIQ ganha pontos pela forma fácil como se acede ao habitáculo e à maioria dos comandos, assim como da boa visibilidade e leitura, tanto do painel de instrumentos 100% digital (opcional), como do ecrã tátil a cores do novo sistema de infotainment já estreado no Scala — dimensões podem ser de 6,5″, 8,0″ e 9,2.

O KAMIQ esta permanentemente ligado sem custos acrescidos em termos de dados para o proprietário. Possui ainda Apple CarPlay e Android Auto, pode ser acedido remotamente (por exemplo, para permitir que o serviços de entregas deixe as compras no carro…) e poder tornar-se um hotspot para dispositivos móveis. Além disso o sistema contará ainda com uma assistente virtual, a Laura, capaz de falar e atender aos pedidos do condutor.

A bagageira conta com uma capacidade de carga que começa nos 400 l, com um piso amovível a esconder um alçapão a toda a área do espaço, mas que também pode chegar aos 1395 l, uma vez rebatidas as costas dos bancos traseiros.


Quanto ao equipamento, ainda não é possível confirmar a composição final dos dois níveis de equipamento (Ambition e Style) para o mercado português. Mas a oferta será ampla, não apenas nas várias soluções tecnológicas (generoso ecrã tátil do sistema de infotainment, destacado do tablier; virtual cockpit em tudo idêntico às soluções já conhecidas de outros produtos do grupo; quatro modos de condução); como também nas mais recentes tecnologias de segurança e ajuda à condução.

Entre estes últimos, está o Front Assist com Predictive Pedestrian Protection, o Lane Assist e o Multi-Collision Brake, todos propostos de série e a funcionar sem mácula, aos quais é ainda possível acrescentar o Side Assist, Crew Protect Assist, Rear Traffic Alert e Adaptative Cruise Control com actuação até aos 210 km/h!

Em relação aos motores a começar no 1.0 TSI a gasolina de 95 cv e 115 cv, seguindo-se um provável (ainda aguarda homologação) 1.5 TSI de 150 cv e, a terminar, o já bem conhecido Diesel 1.6 TDI de 115 cv; todos disponíveis, tanto com caixa manual, como automática DSG.


Fonte: Razão Automóvel